terça-feira, 23 de janeiro de 2018

ONDE ESTAVA JESUS CRISTO ANTES DE LUTERO?

Resultado de imagem para igreja catolica contra lutero

Dr. B. M. B., que de modo especial se dedicava aos convertidos, conta o seguinte: Eu estava no meu escritório. De repente batem à porta. Apenas disse “entre!” e uma jovem desconhecida estava em pé diante de mim. Sem apresentação alguma foi dizendo:
— O Senhor teria a bondade de responder-me a uma pergunta?
— Mas posso saber, primeiro, com quem tenho a honra de falar?
— Isso lhe direi depois. Primeiro peço-lhe o obséquio de responder a minha pergunta.
Embora admirado daquela insistência, respondi:
— Se estiver em mim...
— Pois bem, a pergunta é esta: Onde estava Cristo antes de Lutero? Eu sou protestante e li na Bíblia a palavra de Cristo: “Eu estarei convosco todos os dias até o fim do mundo”. Portanto, antes de Lutero onde estava Cristo?
— Sua pergunta está logo respondida: Ele estava ai, onde está até hoje, isto é, na Igreja Católica, pois outra Igreja não houve antes de Lutero.
— Muito agradecida. Foi isso mesmo que eu pensei. — Eu sou Margarida K., e o sr. ainda ouvirá falar de mim.
Passaram-se duas semanas. Batem a minha porta. Era Margarida. Depois de cumprimentar-me, disse:
— Falei a minha mãe da visita, que, há poucos dias, fiz ao senhor. Então ela me disse que mandaria convidar ao pastor protestante para responder a minha pergunta. E ele veio à nossa casa. Quando me perguntou o que queria, dirigi-lhe a mesma pergunta que fizera ao sr. A principio ficou estupefato; depois, furioso, disse que eu estava possessa do demônio e na iminência de perder a fé; que eu não era digna de pertencer à Igreja de Lutero, o homem de Deus, e portanto devia tornar-me logo católica.
Respondi-lhe com toda a calma que apenas fizera uma pergunta, que, ao 1er a Bíblia, fizera a mim mesma e queria saber se ele podia responder-me. Levantou-se, então, inopinadamente e exclamou:
— De gente possessa do demônio não quero saber nada!
E saiu apressadamente.
— Ah! foi assim que ele a tratou?
— Sim; e agora estou aqui e quero, se for possível, fazer-me católica. Quero estar na Igreja, onde está Cristo.
Seis meses mais tarde — no Natal — tive a felicidade de ver à mesa da comunhão uma grande neo-comungante, que, com lágrimas nos olhos, oferecia seu coração para servir de berço ao Salvador. Agora ela sabia e experimentava onde está Jesus Cristo.
Oxalá tenha muitos imitadores!
Retirado do livro: Tesouro de Exemplos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário